O que é abhyanga?

Entenda o que, de fato, é um dos mais famosos procedimentos ayurvédicos e para  que ele realmente serve.

Por Matheus Macêdo e Carlos Ferreira, editor de texto do Vida Veda.

Se você conhece ayurveda, provavelmente já ouviu falar de abhyanga. Mas se já está cansado de escutar sobre a massagem ayurvédica, esse texto é justamente para você, porque abhyanga não é uma massagem.

O abhyanga (sim, no masculino) é um processo de oleação, que consiste basicamente na aplicação de óleo morno na pele. Uma modalidade terapêutica, chamada de snehana, que significa exatamente oleação, sendo sneha a palavra em sânscrito para óleo.

O tipo de óleo utilizado, assim como o movimento a ser realizado, podem variar conforme as combinações de doshas do paciente, porém, a pressão dos músculos, característica das massagens, não existe no abhyanga. Várias escolas trabalham a questão das aplicações na pele, já que nos Samhitas não temos prescrições de como fazer a aplicação da técnica. Na Índia, geralmente ela é repassada de gurus para discípulos, o que amplia sua variedade.

A quantidade de óleo e o tempo que dura um abhyanga variam de acordo com a indicação do vaidya (médico ayurvédico). Geralmente, o procedimento tem cerca de 45 minutos a uma hora. Existem duas regras fundamentais para qualquer abhyanga: o óleo sempre deve ser morno, amornado preferencialmente em banho-maria, e deve ser retirado do corpo depois de 30 minutos a uma hora. Não se deve permanecer com o óleo no corpo durante o dia todo!

Créditos: Freepik/Rawpixel.com

Abhyanga e Dinacharya

Para além dos tratamentos mais específicos de abhyanga, os Samhitas recomendam o procedimento como parte de nossa rotina diária (dinacharya). E a  quantidade de óleo nesse abhyanga é mínima: cerca de 1 colher e meia  para todo o corpo.

Deve ser realizado pela manhã, antes dos exercícios físicos, para que o calor do corpo auxilie na ação do óleo. Você pode ter como  coringa, o óleo de gergelim. Esse processo diário pode ser realizado pela própria pessoa, o que chamamos de auto-abhyanga.

Créditos: Freepik

Laura Pires oferece o curso Nutrindo Seus Sentidos, que pode ser uma boa opção para quem deseja aprender o processo de auto-abhyanga.

Os benefícios do abhyanga são diversos: preserva nossa energia, auxilia na eliminação de toxinas, além de fortificar nosso corpo. 

Por ser um tratamento médico, o abhyanga possui algumas contra indicações. Uma delas é a  indigestão. Todo elemento externo com o qual temos contato deve ser digerido pelo nosso corpo, essa é a função do nosso agni. Se a pessoa estiver  com seu agni desequilibrado, apresentando um quadro de indigestão, não deve passar pelo processo do abhyanga. 

Portanto, sempre consulte seu médico antes de realizar qualquer procedimento de abhyanga, assim você poderá aproveitar todos os benefícios que essa técnica pode lhe oferecer, sem prejudicar sua saúde.

Revisão: Elisabete de Carvalho Sposito

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *