Quarentena é tempo de mudar?

Como a metodologia dos 4 pilares da saúde pode ajudar a mudar o rumo da sua alimentação, sono, movimento e silêncio, em períodos desafiadores.

Por Alice Azara, estagiária, com a colaboração de Anelize Moreira, gerente de escrita do Vida Veda

Construir uma rotina saudável pode parecer uma tarefa hercúlea, muitas vezes. Não é fácil mudarmos valores, apegos e costumes aos quais já adaptamos nosso dia a dia. O que acontece, então, quando nossa rotina muda repentinamente sem nem mesmo termos tempo para digerir os efeitos dessas mudanças na nossa vida?

Parece que, nos tempos de crise, faz mais sentido nos apegarmos ao conhecido. É ele que nos traz conforto, controle e nos dá a sensação de que as coisas continuam como antes. É até mesmo nesses momentos que nossos piores hábitos ressurgem, e nos deparamos com uma dificuldade tremenda de realizar qualquer mudança.

O mais curioso nisso tudo é que ao nosso redor o discurso é completamente diferente: seja mais produtivo, afinal você está em casa; aproveite esse momento para aprender cinco novas línguas; comece a praticar uma hora de yoga diariamente; aprenda a cozinhar; como assim, você ainda não consegue meditar por duas horas ininterruptas?

O impulso da mudança sempre parece ser externo. A necessidade de mudar é uma demanda que nos aflige todos os dias, principalmente através das redes sociais. Enquanto você faz o máximo para manter a calma e a sanidade em meio a uma pandemia, sempre há aquele influencer ou conhecido que está colocando em prática mil e um projetos de sucesso, acompanhando todas as lives fitness no Instagram e encontrando na quarentena a oportunidade perfeita para se tornar uma pessoa melhor.

Viemos aqui lhe dizer o que parece óbvio, mas que, por vezes, esquecemos no fundo da mente: está tudo bem se você não tem a menor vontade de virar um grande yogi nesse período, se não está conseguindo manter uma dieta só de orgânicos ou está tão ocupado(a) cuidando dos filhos que nem consegue achar um momento para meditar.

Se sentir bem consigo mesmo(a) e com sua vida não precisa ser um processo tão difícil e nem doloroso…o impacto positivo que você busca há tanto tempo na sua saúde pode estar logo ali: no seu prato, em como você dorme, se mexe e se volta para dentro de você.

Os quatro pilares da saúde são uma excelente ferramenta para que você tome as rédeas da sua saúde e comece a fazer decisões mais conscientes a cada dia. E o que são esses 4 Pilares? Bem simples: Sono, Alimentação, Movimento e Silêncio. Coisas tão básicas que você nem pode fugir delas no seu dia a dia… Todo ser humano dorme, se alimenta, se movimenta e tem em si um silêncio próprio! Por que, então, não tentar exercer essas atividades da melhor forma possível, já que são inevitáveis?

Nas próximas semanas traremos textos explicativos sobre cada um dos pilares, o que são, por que são importantes e como você pode melhorá-los mesmo numa situação adversa como a pandemia que enfrentamos!

Não tem pílula mágica e nem fórmula perfeita: as mudanças que mais podem gerar impacto nas nossas vidas são aquelas que nem percebemos no cotidiano, assim como os maus hábitos que mais nos adoecem. Um exemplo disso é escolher entre se espreguiçar ao acordar e perceber como está seu corpo depois de uma noite de sono ou, ao contrário, ignorar seus sentidos e explorar o feed do Facebook nas primeiras horas do dia, sendo bombardeado(a) por notícias e pendências.

Mas mesmo depois de eu advogar tão intensamente a favor da mudança consciente de hábitos, você ainda pode estar pensando: “Mas eu não tô a fim de mudar minha rotina, eu não tô doente, só tomo uns remedinhos de vez em quando, mas tá tudo certo… não quero mudar.” Tudo bem! Como eu disse anteriormente, a mudança (e a vontade de mudar) devem vir de você, mas deixo aqui o convite para você aproveitar esse momento de afastamento social para se aproximar mais de si mesmo(a). 

Quando foi a última vez que você fez uma refeição prestando atenção em cada garfada? Você realmente precisa daquela xícara de café pela manhã e, se precisa, o que está gerando essa necessidade? A ansiedade que você sente de vez em quando é ‘normal’ ou tem algo que a alimenta?

Aproveite essa próxima semana para fazer o mais simples: sentir e observar. Como diria o nosso vaidya Matheus Macêdo, esse período pode ser uma oportunidade pra olhar pra dentro.

Depois disso, liste o que gostaria de mudar agora e o que é possível. Do que o seu corpo e mente precisam agora? Em tempos desafiadores, como esse que estamos vivendo, o melhor a fazer é estabelecer rotinas de acordo com aquilo de que você precisa nesse momento, mas tendo em mente que as lições e os bons hábitos podem ser benéficos para vida toda.

A gente te espera no próximo texto, pois vamos compartilhar caminhos, de acordo com os textos clássicos ayurvédicos e a medicina moderna, para que você transforme a sua saúde, em cada um dos pilares.

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *